A representação do patrimônio urbano em hiperdocumentos: um estudo sobre o Palácio Monroe

Este estudo visa a compreensão do conjunto de edificações considerado como patrimônio urbano considerando essas edificações como alegorias, ou representação de valores. Esses valores – valor de antigüidade, histórico-documental, rememoração intencional, uso e estético  são determinados pela sociedade a cada momento, atribuídos por e negociados entre seus diversos componentes, cada qual buscando influenciar a composição final dessa identidade coletiva. A preservação de uma edificação do patrimônio é influenciada pelas ligações que a comunidade estabelece, em cada momento, com essa edificação; dessa forma, a disponibilidade de informações e
representações  dessa edificação tende a aumentar a possibilidade dessa edificação fazer parte da memória coletiva.
Buscamos aqui as características que permitam melhorar a apreensão dos
significados e valores do patrimônio urbano edificado através de um dispositivo informacional, ou modo de organizar a informação, específico: os hiperdocumentos – aqui entendidos como documentos multimodais (implicam diversos sentidos, via texto, som, imagens, cinestesia) interativos (levam em conta a intervenção do usuário para a reorientação do fluxo informacional em tempo real), organizados em rede (portanto, de forma não linear), e de suporte digital. São estudados, para produzir essas reflexões, os
hiperdocumentos sobre patrimônio produzidos pelo LAURD-PROURB/FAU-UFRJ.
Tendo em mente a aptidão para conjugar diferentes discursos e formas
discursivas inerente aos hiperdocumentos, buscamos sugerir as bases de um
hiperdocumento sobre o Palácio Monroe. A edificação construída em 1904 em Saint Louis, remontada em 1906, no Rio de Janeiro, e demolida em 1976, exerce ainda algum fascínio, inclusive por permanecerem pouco claras as razões de sua demolição. A partir do conceito de valores do patrimônio, buscamos as razões de sua ausência física bem como as diretrizes para sua permanência registrada em hiperdocumento.


Link para o texto

Autores

Ano do texto: 2003

Tags: hiperdocumentos, Palácio Monroe, e patrimônio virtual/digital

Citação ABNT

PARAIZO, Rodrigo Cury. A representação do patrimônio urbano em hiperdocumentos: um estudo sobre o Palácio Monroe. Dissertação (Mestrado em Urbanismo), Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2003.

Atualizado em 2020-08-19 01:29 por Raissa Paim.

Pesquisas relacionadas

Trabalhos relacionados